Sábado, 04 de Julho de 2009

Tipos de ondas sísmicas
 
Ondas de Love - Ondas sísmicas superficiais de grande amplitude que se deslocam unicamente nas camadas superficiais da crosta terrestre. As ondas superficiais são complexas e as ondas de Love correspondem a uma parte da agitação do solo. As ondas Love são de baixa frequência e têm um comprimento de onda elevado.

Ondas P - Primeiras ondas de um sismo que são registadas num sismograma e são ondas de compressão - dilatação, com as vibrações paralelas à trajectória, que se propagam em todas as direcções do espaço a partir do foco. As ondas P propagam-se nos líquidos e nos sólidos, mas também na atmosfera, sendo responsáveis pelo ruído surdo que acompanha os sismos. As ondas P são de alta frequência e com pequeno comprimento de onda.
 
 

Ondas S - Segundo tipo de onda sísmica a ser registada num sismograma. As ondas S são também designadas ondas transversais de cisalhamento, de distorção ou rotação.
Estas ondas só se deslocam nos sólidos. Os líquidos não oferecem resistência a este tipo de onda.

 
 
 
 
aqui os sismos que ocorrem em Portugal
 
Aqui encontras uma animação onde podes "criar" o teu próprio sismo
 
 
 SISMÓGRAFO
Um sismógrafo é um aparelho para registo de sismos.O sismograma traçado permite determinar a direcção das ondas sísmicas, a hora da sua chegada e a intensidade (Escala de Richter), possibilitando o cálculo, a partir destes dados, da distância e da intensidade real do sismo.

O primeiro instrumento de que se tem conhecimento para medir tremores de terra foi inventado pelo filósofo chinês Chang Heng em 132 d. C.
Este aparelho consistia num jarro que no seu exterior continha oito cabeças de dragão revestindo as oito principais direcções da circunferência do jarro. Por baixo de cada cabeça de dragão existia um sapo com a boca aberta virada para o dragão. A boca de cada dragão segurava uma bola. Durante a ocorrência de um tremor de terra, uma dos oito bocas dos dragões deixaria cair a bola na boca do sapo que estivesse situado próximo.
A direcção do estremecimento determinava qual dos dragões tinha deixado cair a sua bola. Com este instrumento foram detectados tremores de terra com o epicentro a grandes distâncias mas não se conseguia localizar o mesmo.

 

 

daqui

publicado por ana às 20:30
Assuntos tratados no blog: