Sábado, 18 de Julho de 2009


Sabes quanto é que despejas de carbono por dia na atmosfera? Uma boa forma de te consciencializares sobre as práticas sustentáveis e de neutralização deste carbono é usar uma ferramenta específica para saber qual o tamanho do problema. Com esta Calculadora de Emissão de CO2 podes calcular a tua parte no problema, conforme as tuas atividades, e ficares a saber o que pode fazer para neutralizar os efeitos nocivos na natureza e fazer parte da solução.
Faz já o teu download aqui -- Blog Widget by LinkWithin

publicado por ana às 14:27
Assuntos tratados no blog:

Sábado, 04 de Julho de 2009

Tipos de ondas sísmicas
 
Ondas de Love - Ondas sísmicas superficiais de grande amplitude que se deslocam unicamente nas camadas superficiais da crosta terrestre. As ondas superficiais são complexas e as ondas de Love correspondem a uma parte da agitação do solo. As ondas Love são de baixa frequência e têm um comprimento de onda elevado.

Ondas P - Primeiras ondas de um sismo que são registadas num sismograma e são ondas de compressão - dilatação, com as vibrações paralelas à trajectória, que se propagam em todas as direcções do espaço a partir do foco. As ondas P propagam-se nos líquidos e nos sólidos, mas também na atmosfera, sendo responsáveis pelo ruído surdo que acompanha os sismos. As ondas P são de alta frequência e com pequeno comprimento de onda.
 
 

Ondas S - Segundo tipo de onda sísmica a ser registada num sismograma. As ondas S são também designadas ondas transversais de cisalhamento, de distorção ou rotação.
Estas ondas só se deslocam nos sólidos. Os líquidos não oferecem resistência a este tipo de onda.

 
 
 
 
aqui os sismos que ocorrem em Portugal
 
Aqui encontras uma animação onde podes "criar" o teu próprio sismo
 
 
 SISMÓGRAFO
Um sismógrafo é um aparelho para registo de sismos.O sismograma traçado permite determinar a direcção das ondas sísmicas, a hora da sua chegada e a intensidade (Escala de Richter), possibilitando o cálculo, a partir destes dados, da distância e da intensidade real do sismo.

O primeiro instrumento de que se tem conhecimento para medir tremores de terra foi inventado pelo filósofo chinês Chang Heng em 132 d. C.
Este aparelho consistia num jarro que no seu exterior continha oito cabeças de dragão revestindo as oito principais direcções da circunferência do jarro. Por baixo de cada cabeça de dragão existia um sapo com a boca aberta virada para o dragão. A boca de cada dragão segurava uma bola. Durante a ocorrência de um tremor de terra, uma dos oito bocas dos dragões deixaria cair a bola na boca do sapo que estivesse situado próximo.
A direcção do estremecimento determinava qual dos dragões tinha deixado cair a sua bola. Com este instrumento foram detectados tremores de terra com o epicentro a grandes distâncias mas não se conseguia localizar o mesmo.

 

 

daqui

publicado por ana às 20:30
Assuntos tratados no blog:


ESCALA DE RICHTER
 
A escala de Richter serve para avaliar a magnitude de um sismo.
Foi estabelecida pelo sismólogo norte-americano Charles Francis Richter (1900-1985) em 1935.

A escala de Richter está compreendida entre 1 e 9 graus e é uma forma precisa para medir a intensidade de um terramoto, calculada a partir da amplitude das ondas sísmicas observadas a uma distância conhecida a partir do epicentro.
Esta escala indica-nos o máximo de energia libertada por um terramoto.

Na escala de Richter, um sismo superficial ( por exemplo 10 a 30 km) de magnitude menor do que 3 sente-se na zona próxima do epicentro.
Entre 4 e 5, sente-se e produz quedas de objectos e pequenos danos.
 A partir da magnitude entre 5 e 6, os prejuízos são apreciáveis, aumentando rapidamente para os grandes sismos destruidores de magnitude 7 e 8.
Raramente os terramotos excedem a intensidade de 8 na escala de Richter.
 
 
 
 
ESCALA DE MERCALLI MODIFICADA
 
Escala de 12 termos, considerada a escala internacional, na qual o primeiro termo corresponde aos sismos apenas registados por sismógrafos, e o último corresponde à destruição total das construções com modificação da topografia local.
A escala de Mercalli é uma escala de intensidade, isto é, avalia o grau destruidor de um sismo.
 
publicado por ana às 20:29
Assuntos tratados no blog:


 

Fig.1-Sistema Solar

O sistema solar é constituído pelo Sol e pelo conjunto dos corpos celestes que se encontram no seu campo gravítico, e que compreende os planetas, e uma miríade de outros objectos de menor dimensão entre os quais se contam os planetas anões e os corpos menores do Sistema Solar (asteróides, transneptunianos e cometas)
Ainda não se sabe, ao certo, como o sistema solar foi formado. Com o conhecimento de vários outros sistemas planetários em volta de outras estrelas que desafiam a noção clássica da formação de sistemas planetários, a formação destes é hoje tema de debate.


Fig. 2- Os 8 planetas do Sistema Solar


O Sol começou a brilhar quando o núcleo atingiu 10 milhões de graus Celsius, temperatura suficiente para iniciar reações de fusão nuclear. A radiação acabou por gerar um vento solar muito forte, conhecido como "onda de choque", que espalhou o gás e poeira restantes das redondezas da estrela recém-nascida para os planetas que se acabaram de formar a partir de colisões dantescas entre os protoplanetas.
Astros são, portanto, todos os corpos que existem no espaço

 

daqui

publicado por ana às 20:24
Assuntos tratados no blog:


 

Mineral é um corpo natural sólido e cristalino formado em resultado da interacção de processos físico-químicos em ambientes geológicos. Cada mineral é classificado e denominado não apenas com base na sua

composição química

, mas também na

estrutura cristalina

dos materiais que o compõem.


Em resultado dessa distinção, materiais com a mesma

composição química

podem constituir minerais totalmente distintos em resultado de meras diferenças estruturais na forma como os seus átomos ou moléculas se arranjam espacialmente (como por exemplo a

grafite

e o

diamante

). Os minerais variam na sua composição desde

elementos químicos

, em estado puro ou quase puro, e

sais simples

a

silicatos

complexos com milhares de formas conhecidas. Embora em sentido estrito o

petróleo

, o

gás natural

e outros compostos orgânicos formados em ambientes geológicos sejam minerais, geralmente a maioria dos compostos orgânicos é excluída. Também são excluídas as substâncias, mesmo que idênticas em composição e estrutura a algum mineral, produzidas pela actividade humana (como por exemplos os

betões

ou os diamantes artificiais). O estudo dos minerais constitui o objecto da

mineralogia

.


Agora observa estes minerais maravilhosos que a Natureza produziu e continua a produzir....





Estas foto, foram tiradas numa mina, no México. É a mina de Naica, e os cristais são de selenite, mais conhecida como gesso.


Mas, em geral, os minerais não se encontram assim em tamanho XXL.



Normalmente são mais pequeninos. Como estes:








Enxofre





Celestite




Mas, para poderes ver estes e outros minerais vai a :




http://e-geo.ineti.pt/bds/geobases/mineralogia/fotos_minerais.aspx

 

daqui

publicado por ana às 20:23
Assuntos tratados no blog:


Extinção dos dinossauros - uma das teorias apresentadas:

publicado por ana às 20:21
Assuntos tratados no blog:


publicado por ana às 20:19


publicado por ana às 20:18
Assuntos tratados no blog:


Benefícios da Actividade Vulcânica


A actividade vulcânica pode originar catástrofes naturais. A violência de algumas erupções vulcânicas ao longo da História matou milhares de pessoas e modificou a composição atmosférica e o clima por algum tempo. Os cientistas consideram que apenas uma única erupção vulcânica pode afectar todo o planeta, por isso tem sido desenvolvida tecnologia avançada que permita prever erupções vulcânicas, salvando a vida a milhares de pessoas.
Embora alguns vulcões possam ser muito destrutivos, as suas vertentes são escolhidas por muitas pessoas para aí habitarem. Uma das razões desta escolha são os solos férteis originados pelos depósitos vulcânicos, excelentes como campos de cultivo. Em algumas partes do Mundo, materiais valiosos como o ouro, o ferro, o enxofre e os diamantes têm origem na actividade vulcânica, levando ao aparecimento de aglomerados populacionais nesses lugares.
Nos Açores e na Islândia, as rochas vulcânicas perto da superfície atingem temperaturas tão elevadas que a água que as atravessa pode ser usada para aquecimento de casas e estufas ou mesmo para a produção de energia eléctrica.
As áreas vulcânicas oferecem paisagens espectaculares, atraindo excursões de visitantes aos géiseres, fontes termais, fumarolas e às encostas dos vulcões, funcionando assim como pólos turísticos que desenvolvem a região.


publicado por ana às 20:17
Assuntos tratados no blog:


publicado por ana às 20:15
Assuntos tratados no blog:

 

 

 
 
 
 
Este Blog dedica-se à postagem de fotos,artigos e videos que circulam livremente na internet. Qualquer anomalia ou problema de funcionamento e/ou copyright não é da responsabilidade deste Blog, dado que o mesmo se baseia em hiperligações ou links. Eventuais reclamações e outras solicitações deverão ser feitas unica e exclusivamente nas respectivas fontes de origem. DEFENDO A UTILIZAÇÃO LIVRE, SEM DIREITOS DE AUTOR OU COPYWRIGHT, PORQUE O MEU OBJECTIVO É DIVULGAR E PARTILHAR OS MEUS CONTEÚDOS COM TODOS OS QUE OS QUISEREM USAR.

00one.gif (3184 bytes)

   ANA MÁRCIA