Sábado, 04 de Julho de 2009

 

 

 

Vulcões- são aberturas naturais na Crusta Terrestre por onde são expelidos materiais gasosos, sólidos e líquidos .

 

 

Materiais gasosos- vapor de água, dióxido de carbono...

Materiais sólidos- Piroclastos (bombas, lapilli, cinzas)

 Materiais líquidos- Lava

 

aparelho vulcânico

 

 

Tipos de

 

erupções

Havaiano

Estromboliano

   Vulcaniano

 Peleano

Natureza da erupção

Efusiva

Efusiva com    pequenas explosões (mista)

Explosiva

  Catastrófica

Viscosidade da lava

Muito fluida Fluida Pouco viscosa Muito viscosa

Conteúdo em gases

Muito pobre

Pobre Rico Muito rico
Teor em água Muito elevado Elevado Baixo Muito baixo
Materiais sólidos e líquidos Rios de lava, escoadas longas, sem piroclastos Escoadas curtas, lapilli e bombas Escoadas muito curtas, cinzas, lapilli e bombas Doma ou agulha vulcânica, nuvem ardente

Aparelho Vulcânico

havaiano.gif (33832 bytes)

estromboliano.gif (56570 bytes)

vulcaniano.gif (70024 bytes)

peleano.gif (41286 bytes)

Esquemas de aparelhos vulcânicos característicos dos diversos tipos de erupções vulcânicas

rios_lava_Kilauea_Havai.jpg (22435 bytes)

 estrombolianoreal.gif (46537 bytes)

 pinatubo_filipinas.jpg (16120 bytes)

agulha.gif (53376 bytes)

 Imagens reais de aparelhos vulcânicos característicos dos diversos tipos de erupções vulcânicas

 

Escoadas- Extensões de lava ao longo dos terrenos envolvente do vulcão.

Nuvem ardente- grande quantidade de gases e poeiras, libertados por um vulcão, com elevadas temperaturas.

 

Vulcanismo secundário, atenuado ou residual 

- fenómenos vulcânicos que ocorrem entre erupções 

                                                                                          vulcânicas ou  após uma erupção vulcânica.

Tipo de

actividade

Substância emitida

Estado físico da substância emitida

Temperatura

(ºC)

Actividade fumarólica.

1- Fumarola quentefumarolas_islandia.jpg (10832 bytes)

 Compostos ricos em ácido clorídrico

Gasoso

Elevada (900)

2- Sulfatarasulfataras.jpg (18662 bytes)

Compostos ricos em enxofre

Gasoso

Elevada (100-300)

3- Mofeta

Compostos ricos em dióxido de carbono

Gasoso

Elevada (100)

4- Géiser

geisere.jpg (14189 bytes)

Água

Líquido (jactos intermitentes)

Elevada

5- Nascente termal/ Fonte termal

fontetermal.gif (39320 bytes)

Água rica em sais minerais

Líquido

Por vezes elevada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Epicentro- local da superfície terrestre, situado na vertical do hipocentro (Figura 1 e 2), onde se verifica maior intensidade do sismo.

 

Causas dos Sismos:

1- Fracturação e

deslizamento das rochas;

2- Movimento do magma no interior

da Terra e erupções vulcânicas explosivas;                 

3- Abatimento de terrenos.                                                                                               

Como se detectam e registam as ondas sísmicas?

Sismógrafo- aparelho que detecta e regista as vibrações sísmicas.

    

Os registos efectuados são chamados sismogramas

 

 

 

 

 

tremores de terra?

 

 

Apesar dos inúmeros riscos a que ficam sujeitas as pessoas que vivem em regiões vulcânicas também há algumas vantagens:

    - Os solos são muito férteis e bons para a agricultura, desde que exista água;

    - São regiões normalmente turísticas, podendo este facto constituir  uma fonte de rendimento.

 

  

Um sismo pode ser avaliado usando uma escala de intensidade (Escala de Mercalli e Sieberg) ou uma escala de magnitude (Escala de Richter) (Tabela I e II).

    A intensidade de um sismo num determinado local, avalia-se por entrevista às populações e pela verificação, no local, por técnicos especializados das declarações dos inquiridos.

 

Tabela I- Escala de Mercalli-Sieberg Modificada (INTENSIDADE de um sismo)

Cataclismo XII mercallidez.gif (17370 bytes) Grande pânico. Destruição total. Terreno ondula. Objectos voam.
Catastrófico XI mercallis.gif (18734 bytes) Pânico. Poucas estruturas resistem. Largas fendas nos terrenos.
Destruidor X mercalli8.gif (16334 bytes) Pânico. Só os melhores edifícios se mantêm. Fundações arruinadas. Os carris dobram. O chão é fortemente afectado. Grandes deslizamentos.
Desastroso IX mercalli7.gif (33990 bytes) Pânico. Destruição total das estruturas frágeis. danos importantes nas grandes construções. Fundações afectadas. Canalizações estoiradas. Fissuras nos terrenos.
Ruinoso VIII mercalli6.gif (47007 bytes) Alarme geral. Toda a gente foge. As estruturas frágeis são fortemente atingidas e as principais ligeiramente; queda de monumentos; mobília pesada virada.
Muito forte VII mercalli5.gif (20585 bytes)  Muitas pessoas fogem alarmadas. Os edifícios de estrutura fraca são danificados. É sentido pelas pessoas que se encontram no interior de carros em movimento.

 

Bastante forte VI mercalli4.gif (30072 bytes) Sentido por todos. Chaminés caem, a mobília desloca-se.
Forte V mercalli3.gif (23072 bytes) Sentido pela maioria das pessoas. O estuque cai, partem-se pratos e vidros de janelas.
Medíocre IV mercalli2.gif (24036 bytes) Algumas pessoas acordam, vibração de pratos e janelas (sensação de camião a chocar com edifício).
Fraco III Vibração semelhante à de um camião. Os carros parados deslocam-se.
Muito fraco II

 

Sensível para certas pessoas. Os objectos suspensos oscilam.

Imperceptível I Detectado só pelos instrumentos

 

Tabela II- Escala de Richter (MAGNITUDE de um sismo)

 8 e > Desastre em larga escala

7-7,9 Queda de pontes e barragens
6-6,9 Fendas no chão, queda de edifícios
5-5,9 Queda de mobiliário
4-4,9 Vidros partidos
3-3,9 Sentido pela maioria das pessoas
2-2,9 Sentido por algumas pessoas     
1-1,9 Sentido apenas pelos sismógrafos

 

Fig.3 Carta de isossistas do sismo de Benavente

Isossistas- são linhas que unem pontos de igual intensidade de um sismo (Figura 3). As isossistas (linhas a vermelho, figura 3) são estabelecidas a partir do epicentro, diminuindo a intensidade do sismo à medida que nos afastamos do epicentro (localizou-se próximo de Benavente). 

Fig.4 Arquipélago dos Açores (região vulcânica e sísmica)

Fontes e Formas de Energia

 

Tudo o que nos rodeia possui energia.

 

Há duas formas de energia: energia cinética e energia potencial.

 

 

 

 

(Vulcão Kilauea - Hawai)

 

Sismo de 9.0 em Sumatra

 

 

Tipos de erupções vulcânicas

vulcao
Erupção explosiva:
- lava viscosa rica, em gases;
- cones vulcânicos com declives acentuados;
- emissão de gases e piroclastos, libertação de lava;
- escoadas curtas;
- ex.º: Monte de Stª Helena (EUA)
 
 
 
 
Erupção efusiva:
- lava fluida, pobre em gases;
- cones vulcânicos com declives suaves;
- não há emissão de piroclastos nem formação de nuvens ardentes;
- escoadas longas (formação de rios de lava);
- ex.º: Kilauea (Havai)
eruption1.jpg
 
 
 
Erupção mista:
- verifica-se uma alternância de camadas de piroclastos e de lava solificada.
- Ex.º: Etna (Itália)
Spectacular View of Etna from the International Space Station
 
 
 
 
Quadro resumo
Carácter da erupção Explosiva a Catastrófica Mista Efusiva
Tipo de erupção Peleano Estromboliano Havaiano
Quantidade de gases Muito rico Intermédio Muito pobre
Materiais Domas ou agulhas, nuvens ardentes Lapilli, bombas, escoadas Rios de lava
Viscosidade Grande Média Pequena

 

 
Distribuição mundial dos vulcões
 
 
 
 
Sinais precursores da actividade vulcânica
- Sismos
 
- Abaulamento do cone vulcânico
Fotografia: Modelo de interior de cone vulcânico
 
- Emissão de fumos / gases
 
- Emissões hidrotermais
 
- Libertação de óxidos de enxofre (SO2)
 
 
 
Manifestações de vulcanismo secundário
 
Fumarolas, mofetas e sulfataras
(do latim fumus, fumo) é uma abertura na superfície da crosta da Terra,
em geral situada nas proximidades de um vulcão,
que emite vapor de água e gases, tais como:
dióxido de carbono (mofeta) ou dióxido de enxofre (sulfatara),

 
&
publicado por ana às 20:06
Assuntos tratados no blog:

 

 

 
 
 
 
Este Blog dedica-se à postagem de fotos,artigos e videos que circulam livremente na internet. Qualquer anomalia ou problema de funcionamento e/ou copyright não é da responsabilidade deste Blog, dado que o mesmo se baseia em hiperligações ou links. Eventuais reclamações e outras solicitações deverão ser feitas unica e exclusivamente nas respectivas fontes de origem. DEFENDO A UTILIZAÇÃO LIVRE, SEM DIREITOS DE AUTOR OU COPYWRIGHT, PORQUE O MEU OBJECTIVO É DIVULGAR E PARTILHAR OS MEUS CONTEÚDOS COM TODOS OS QUE OS QUISEREM USAR.

00one.gif (3184 bytes)

   ANA MÁRCIA
 

mais sobre mim
pesquisar
 
arquivos
Últ. comentários
gostei d ver xt tipos d minergais fz part d meus e...
ccccccccc
bbbbbbb
Gostei muito desse texto
mais comentados


 


 

  se quiseres

dar sugestões

manda-me

um mail

     

 

  LINKS MUITO BONS

      Sites úteis para aulas de Ciências da Natureza
 

 

 

 

Conversor da
 Temperatura

WEBQUESTS

  A vida dos Anfíbios (rãs e sapos)

          O espaço dos animais

       
  Água

 
        A água

       
  O Ciclo da Água


 
        Poupar água é viver

       
  SOS Animais

       
  Animais em vias de extinção

       
  À descoberta das plantas

       
  Plantas em Vias de Extinção

       
  Proteger a Floresta

       
  Plantas Medicinais

       
  Diversidade dos Animais I

       
  Diversidade dos Animais II

       
  Materiais Terrestres - Suportes de Vida

       
  Socorro! Estamos a desaparecer...


 
        * Água: fonte de vida *

 
        4R - recolha  selectiva

 
        Adivinhe quem sou?

       
  Lince Ibérico espécie em perigo de extinção

       
  A Magia da Conservação dos Alimentos

 
        À descoberta do corpo humano

          Sistema Respiratório


 
        Obesidade

       
  Sistema Digestivo

       
  Sistema Digestivo Humano

       
  Alimentação saudável I

          Alimentação saudável II

       
  Higiene e Saúde

       
  Higiene Dentária

       
  Alimentação para uma vida saudável

       
  Uma vida saudável - Mexa-se pela sua saúde!

       
  Elaboração de um trabalho de pesquisa

       
  Sistema Circulatório do Homem
 

 

         A vida dos Anfibios

(5º ano);

         Elaborar um trabalho de pesquisa, 

(5º ano);

  

Respiração do Mundo

     O vídeo fala por si.

 Conhecer as árvores